Plano de Finanças Para Advogados: Como desenvolver corretamente
plano-de-finanças-para-advogados-thumb.jpg

Plano de Finanças Para Advogados: Como desenvolver corretamente

Plano de finanças para advogados, você sabe desenvolver um?

Muitos escritórios de advocacia não investem tempo e dedicação para elaborar esse tipo de planejamento.

O que é um grande erro.

Sem ele, você não poderá ter uma noção de quais são os lucros da sua empresa e como os seus custos estão sendo alocados.

O resultado disso?

O seu escritório pode fechar as portas quando você menos espera.

Felizmente, você pode evitar que isso aconteça ao elaborar um plano de finanças corretamente e com base na situação atual do seu escritório.

Para ajudar você nesse processo, ao longo deste post você poderá encontrar as seguintes informações sobre o plano de finanças para advogados:

  1. Plano de finanças para advogados: O que é?
  2. Como elaborar um plano de finanças para advogados corretamente

Ao terminar a leitura você terá todas as informações que precisa para desenvolver um excelente plano de finanças. Mas isso não é tudo! Você ainda poderá descobrir uma forma de fazer com que as finanças do seu escritório fiquem perfeitas. Confira:

Plano de finanças para advogados: O que é?

De maneira geral, o plano de finanças para advogados nada mais é do que o resultado final do planejamento financeiro.

Ele é indicado para todos os escritórios de advocacia, pois oferece maior solidez, rentabilidade e segurança para a empresa.

Com ele, você poderá ter mais segurança na tomada de decisões econômicas, como a realização de investimentos e controle de gastos, por exemplo.

Além disso, é com base no plano que você poderá mensurar e avaliar todo o planejamento que você fez para o seu escritório.

Com ele, você ainda terá certeza de que as ações estão sendo bem realizadas e que estão promovendo os resultados que você espera.

Iremos falar mais sobre como elaborar o seu plano de finanças para advogados no próximo item.

Como elaborar um plano de finanças para advogados corretamente

 

 

Como citado acima, o primeiro aspecto que evidencia a importância de um plano de finanças é que por meio dele você pode  definir todas as metas e expectativas de crescimento financeiro, do seu escritório de advocacia.

Tanto é, que ele estará orientado com base no tipo de investimento que você pretende fazer para alavancar as finanças do escritório e nas necessidades que você deseja suprir com o plano.

Para que você consiga avaliar os resultados de um plano de finanças é preciso que ele contenha alguns elementos na sua estrutura, são eles:

  • Projeção do balanço do escritório de advocacia
  • Projeção do fluxo de caixa
  • Elaboração do plano financeiro
  • Controle das metas e objetivos financeiros

Quando o seu plano de negócios está alinhado com o planejamento financeiro, você pode obter todos os resultados estipulados neste último documento.

Por isso é tão importante que você compreenda os aspectos do planejamento antes de desenvolver um plano.

Para que você consiga elaborar corretamente o seu plano de finanças para advogados, tudo que você precisa fazer é seguir estes 5 passos:

1 – Conheça a situação financeira do escritório

O primeiro passo para você elaborar um plano de finanças para advogados é a atual situação financeira do escritório. Como isso é possível? Simples!

Através da elaboração prévia de um balanço patrimonial onde você irá compreender claramente onde e como está alocado todo o patrimônio do seu escritório. Isso irá te proporcionar uma visão geral do estado financeiro do seu negócio.

Mas a análise não pode parar por aí!

É necessário que você conheça todos os detalhes do fluxo de quantias que entram e saem do caixa do escritório, através do fluxo de caixa.

Esse artigo sobre fluxo de caixa para escritórios de advocacia, explica como você desenvolver esse documento de modo correto. De maneira geral, nele são registradas e observadas as seguintes informações financeiras:

  • Registro diário dos recebimentos e pagamentos
  • Projeção das entradas e saídas futuras
  • Análise do saldo financeiro diário e mensal

Com base nesses dados, você irá conseguir ter uma visão mais detalhada sobre as finanças do escritório. Podendo tomar decisões sobre as melhores estratégias para reduzir custos e aumentar a lucratividade.

2 – Estabeleça um objetivo para o plano financeiro

Então, como está a situação financeira do seu escritório de advocacia?

E principalmente, quais atitudes você irá tomar para torná-lo cada vez mais lucrativo?

A resposta dessas perguntas, irão nortear qual será o principal objetivo do seu plano financeiro e quais os próximos passos que deverão ser realizados.

Por exemplo, se você percebeu que as despesas do escritório estão elevadas você poderá elaborar um plano financeiro com o objetivo de reduzir esses gastos e aumentar seus lucros.

Neste caso, é necessário avaliar quais são as despesas supérfluas que podem ser eliminadas, assim como aquelas em que os custos podem ser reduzidos.

O ideal é sempre elaborar um plano de ações, com atividades detalhadas das medidas a serem tomadas para alcançar o objetivo do plano financeiro.

3 – Crie um plano de ação

Mãos à obra!

Agora que você já sabe qual o objetivo do seu plano de finanças para advogados é preciso estabelecer quais as principais ações que deverão ser realizadas, para torná-lo realidade.

Para elaborar esse plano de ação, você pode usar a metodologia do 5W2H na área financeira. Nele os seus objetivos financeiros são detalhados de acordo com as seguintes perguntas:

  • O que será realizado?
  • Quem será o responsável?
  • Quando será feito?
  • Onde será executado?
  • Qual o motivo de ser elaborado?
  • Como será realizado?
  • Quanto custará?

A partir desse plano de ação, tudo o que você deverá realizar para alcançar seus objetivos financeiros, assim como em quanto tempo e principalmente o quanto custará para o seu escritório.

Essa é a maneira mais eficiente, para te ajudar a tirar as finanças do escritório do vermelho ou aumentar os lucros.

4 – Distinga os custos da empresa

Conseguir distinguir quais são os custos da empresa é crucial para que você desenvolva o plano de finanças para advogados.

Para isso, faça uma lista detalhada com os gastos necessários para que o seu escritório continue funcionando adequadamente.

Aqui, você pode incluir o pagamento de funcionários, o pagamento de contas de água, luz, internet, dentre outros.

Mas isso não é tudo! Além destes custos fixos é preciso que você faça uma lista com os gastos que você terá em cada etapa do seu plano, para que ele seja um verdadeiro sucesso.

Ao ter essas informações devidamente definidas, você poderá ter um maior controle financeiro para colocar as demais fases do planejamento financeiro em prática.

5 – Controle todas as etapas do seu plano financeiro

Você pode fazer a avaliação do plano de finanças para advogados de uma maneira simples e efetiva ao analisar os relatórios das finanças.

Com isso, você terá total controle do desenvolvimento do setor financeiro da empresa e implementar uma gestão financeira bastante eficaz.

Mas para que ele promova os resultados que você espera, você precisa se certificar de que todas as ações do planejamento sejam concretizadas da maneira que constam neste documento.

Essa é a melhor forma de garantir a aplicação dos valores ideais para cada investimento e para suprir cada despesa da empresa.

Elabore corretamente o plano de finanças para advogados

Percebeu como é fácil elaborar o plano de finanças?

Agora que você conhece cada etapa dele, é preciso deixar claro que ele não pode ser considerado imutável, ou seja, você pode e deve fazer alterações no plano sempre que considerar necessário.

Por quê? Porque ele precisa seguir todas as mudanças sofridas nas finanças do escritório, caso contrário ele não será tão efetivo.

Se preferir, você pode alterá-lo de maneira sutil e, depois de um determinado período, elaborar outro plano mais alinhado a realidade do escritório.

Bom, agora que você sabe o que precisa ser feito para desenvolver um plano de finanças, o que acha de melhorar ainda mais esse aspecto da sua empresa?

Se você deseja obter resultados realmente significativos, não deixe de ler o nosso post sobre Gestão Financeira Estratégica

 

Fonte Fator Lucrativo

Deixe uma resposta

Fechar Menu